top of page
  • Foto do escritorVet + Vida Clínica Veterinária

Junho Violeta - Mês da prevenção e conscientização de doenças oculares em pets!

Atualizado: 26 de mai. de 2023

O mês de junho na medicina veterinária, também é conhecido como Junho Violeta: dedicado à prevenção e conscientização de doenças oculares em nossos pets!


As doenças oculares podem afetar cães e gatos de todas as idades e raças. Desde problemas comuns, como conjuntivite e ceratite, até condições mais graves, como catarata e glaucoma. É fundamental estar atento aos sinais e sintomas, que podem indicar qualquer alteração oftalmológica.


O que você vai encontrar nesse post:



Por que foi criada a campanha junho violeta pet?

A campanha "Junho Violeta" foi criada com o objetivo de promover a conscientização e prevenção de doenças oculares em pets. Assim como os humanos, os pets também podem ser afetados por uma variedade de problemas oculares, que podem causar desconforto, dor e até mesmo perda da visão.


A iniciativa busca destacar a importância de cuidar da saúde ocular dos pets e incentivar os tutores a ficarem atentos aos sinais de problemas oculares em seus animais de estimação. Muitas vezes, essas condições podem passar despercebidas ou serem confundidas com outros problemas de saúde, por isso é fundamental estar informado e agir prontamente.


Através da conscientização, educação e divulgação de informações sobre doenças oculares em pets, a campanha Junho Violeta Pet busca promover a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado.


Quais são as principais doenças oculares em pets?

Existem várias doenças oculares que podem afetar os animais de estimação. Algumas das principais doenças oculares em pets incluem:

  • Conjuntivite: É a inflamação da conjuntiva, a membrana que reveste a parte branca do olho. Pode ser causada por alergias, infecções bacterianas ou virais, irritantes químicos ou traumas;

  • Ceratite: É a inflamação da córnea, a camada transparente na frente do olho. Pode ser resultado de infecções, lesões, distúrbios autoimunes ou exposição prolongada a agentes irritantes;

  • Catarata: É a opacificação do cristalino, a lente natural do olho. Pode causar perda gradual da visão e é mais comum em cães idosos. Pode ser congênita (presente desde o nascimento) ou adquirida;

  • Glaucoma: É um aumento da pressão dentro do olho, que pode levar a danos irreversíveis no nervo óptico e à perda da visão. Pode ser primário (genético) ou secundário a outras doenças oculares;

  • Uveíte: É a inflamação da úvea, a camada média do olho que contém a íris, o corpo ciliar e a coroide. Pode ser causada por infecções, traumas, doenças autoimunes ou tumores;

  • Entrópio e ectrópio: São alterações das pálpebras que fazem com que elas se curvem para dentro (entrópio) ou para fora (ectrópio), causando irritação e danos à superfície ocular.

Essas são apenas algumas das doenças oculares mais comuns. É importante destacar que cada pet é único e pode estar sujeito a diferentes condições oculares.


Quais pets possuem com predisposição genética para ter doenças oculares?

Algumas raças de cães e gatos, apresentam maior predisposição genética para desenvolver doenças oculares. Algumas das raças mais suscetíveis a doenças oculares incluem:


Cães:

Cocker Spaniel Inglês: Predispostos à catarata, glaucoma e ceratite pigmentar;

Bulldog Inglês e Francês: Propensos à ceratite ulcerativa, entrópio e ectrópio;

Pastor Alemão: Suscetível à displasia da retina, catarata e atrofia progressiva da retina;

Shihitzu: Propenso a desenvolver ceratoconjuntivite seca, entrópio e ectrópio;

Poodle: Pode ter predisposição à catarata e atrofia progressiva da retina.


Gatos:

Persa: Propenso a doenças oculares como ceratoconjuntivite seca, entrópio e ectrópio;

Siamese: Predisposto a problemas oculares como estrabismo convergente e glaucoma;

Maine Coon: Pode apresentar doenças oculares como atrofia progressiva da retina e catarata;

Sphynx: Propenso a desenvolver ceratoconjuntivite seca e distiquíase (cílios anormais que irritam o olho).


É importante lembrar que todos os pets devem receber cuidados oculares regulares, independentemente da raça, para detectar precocemente e tratar quaisquer problemas oculares que possam surgir.


A idade pode afetar a saúde oftalmológica do meu pet?

Além dessas condições específicas, a idade também pode aumentar o risco de outros problemas oculares, como o ressecamento ocular (síndrome do olho seco), alterações nas pálpebras (entrópio, ectrópio), desenvolvimento de tumores oculares e diminuição da função visual devido ao envelhecimento natural dos tecidos oculares.


É por isso que pets idosos devem fazer exames oftalmológicos regulares, para monitorar a saúde dos olhos e detectar precocemente qualquer problema que possa surgir. O médico veterinário especialista em oftalmologia poderá recomendar medidas preventivas, tratamentos adequados e orientações sobre cuidados especiais para garantir a melhor saúde ocular possível do seu pet na terceira idade.


Como cuidar da saúde ocular do meu pet?

Abaixo listamos algumas dicas básicas, para você manter a saúde ocular do seu pet sempre em dia:


Consultas regulares ao veterinário: Agende consultas de rotina com um médico veterinário, incluindo exames oftalmológicos. O veterinário poderá avaliar a saúde ocular do seu pet e identificar precocemente qualquer problema;


Higiene adequada: Mantenha a área ao redor dos olhos do seu pet limpa e livre de sujeira, secreções ou crostas. Use uma solução de limpeza recomendada pelo veterinário e aplique com uma gaze ou pano macio para remover delicadamente qualquer resíduo;


Proteção contra irritantes: Evite que produtos químicos, fumaça de cigarro ou qualquer outro irritante entre em contato com os olhos do seu pet. Mantenha produtos domésticos perigosos e produtos químicos de limpeza fora do alcance dos pets.


Evite traumas: Previna lesões oculares mantendo seu pet longe de objetos afiados, galhos baixos e brincadeiras bruscas que possam resultar em ferimentos nos olhos.


Esteja atento a sinais de problemas oculares: Observe qualquer mudança no comportamento ocular do seu pet, como vermelhidão, inchaço, lacrimejamento excessivo, secreção anormal, mudança na cor da íris ou dificuldade em enxergar. Se você notar algo incomum, procure um médico veterinário imediatamente.


Aqui na Vet+Vida Clínica Veterinária realizamos avaliação de fundo de olho, testes de shirmer, fluoresceína e rosa de bengala, avaliação de pressão intraocular, raio-X de crânio e exames de sangue que irão ajudar na avaliação e precisão do diagnóstico, além do microscópio cirúrgico para toda as cirurgias oftálmicas. Nunca se esqueça de consultar seu médico veterinário de confiança, para obter orientações personalizadas com base na raça, idade e histórico de saúde do seu pet.


 

Endereço: Avenida Dezesseis de Agosto, Nº 16, São Roque - SP

Horário de funcionamento: Segunda à sexta das 08h às 20h | Aos sábados das 08h às 13h Telefone: (11) 4784-3641 | (11) 97205-9451 | (11) 96862-8725

179 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page