top of page
  • Foto do escritorVet + Vida Clínica Veterinária

Você sabe o que é palato mole alongado e como corrigir?

Atualizado: 6 de dez. de 2022

Muitos tutores, ao olhar seu pet dando aqueles ronquinhos quando está dormindo, acham fofinho. Esses roncos são muito comuns em raças de cães braquicefálicos (que possuem o crânio curto e largo). O que muita gente não sabe, é que essas raças são extremamente propensas a ter sérios problemas de saúde.


O que você vai encontrar nesse post:


O que é palato mole alongado?

O palato mole alongado ou síndrome braquicefálica em cães é um problema comum em pets das raças Pug, Shiz Tzu, Buldoque, Boxer e etc., que uma de suas principais características são os famosos focinhos “amassados’.


O palato é também conhecido como “céu da boca” e assim como nos humanos, também pode ter alterações em cães. O estreitamento das vias aéreas nasais nos cães braquicefálicos é causada por três alterações anatômicas principais: estenose nasal (estreitamento das narinas com cartilagem flexível), prolongamento do palato mole e eversão de sáculos laríngeos.


É importante destacar que apesar de característico, o ronco de cães de raças braquicefálicas também deve ser investigado. Dependendo do grau das alterações, elas prejudicam a qualidade de vida do pet.


Nesse sentido, quanto mais curto é o focinho, maiores são as chances do pet ter dificuldade para respirar.



Como identificar a síndrome braquicefálica no meu cão?

Apesar de ser mais comum em braquicefálicos, o prolongamento de palato pode acometer outros cães e de forma isolada. Os principais sintomas clínicos, que podem ser observados pelos donos são:


  • Respiração ruidosa;

  • Dispneia (falta de ar);

  • Palidez ou cianose das mucosas;

  • Estertores (ruídos pulmonares);

  • Tosse;

  • Espirros reversos;

  • Alterações vocais;

  • Engasgos;

  • Nos casos mais graves, cianose e síncope (desmaio).


Diagnóstico e tratamento

A síndrome braquicefálica pode ser identificada a partir dos sinais clínicos apresentados pelo cão e relatos feitos pelos tutores, no momento da consulta. Assim, devem ser feitos exames físicos completos e acessar o histórico clínico do petl, principalmente as ocorrências de obstrução das vias aéreas. O exame deve iniciar pelas narinas, seguindo pelo palato, faringe e laringe.


O tratamento é exclusivamente cirúrgico, que consiste em ampliar os orifícios nasais externos, ou em extrair o excesso de palato mole e os sáculos da laringe revirados, em um procedimento simples e que melhora significativamente os sinais da síndrome braquicefálica.


 

Endereço: Avenida Dezesseis de Agosto, Nº 16, São Roque - SP

Horário de funcionamento: Segunda à sexta das 08h às 20h | Aos sábados das 08h às 13h Telefone: (11) 4784-3641 | (11) 97205-9451 | (11) 96862-8725

638 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page