top of page
  • Foto do escritorVet + Vida Clínica Veterinária

Março Azul Marinho Pet: um guia completo para a prevenção de verminoses e doenças gastrointestinais!

Março é o mês escolhido para intensificar a conscientização sobre a saúde gastrointestinal dos nossos pets, focando na prevenção de verminoses e doenças gastrointestinais que podem afetar nossos amigos de quatro patas.


O que você vai encontrar nesse post:





Entendendo as verminoses em cães e gatos

Verminoses são infecções causadas por parasitas internos, como lombrigas, tênias e giárdias, que vivem no sistema gastrointestinal dos animais. Essas infecções podem causar uma variedade de sintomas, incluindo vômito, diarreia, perda de peso e anemia, podendo ser particularmente perigosas para filhotes e animais com a saúde já comprometida.


A importância da prevenção

Doenças parasitárias não apenas afetam o bem-estar dos animais, mas algumas podem ser zoonoses, ou seja, podem ser transmitidas dos animais para os seres humanos. Por isso, medidas preventivas são essenciais para proteger tanto a saúde dos pets quanto a das pessoas ao seu redor.


Tipos de verminoses mais comuns em cães e gatos

  • Ascaridíase (Lombrigas): Causada por parasitas do gênero Toxocara, é mais comum em filhotes e pode causar distensão abdominal, vômito, diarreia e em casos graves, obstrução intestinal.

  • Ancilostomíase (Ancylostoma spp.): Estes parasitas se fixam à parede intestinal, causando perda de sangue, o que pode levar à anemia. Sintomas incluem fraqueza, perda de peso e diarreia.

  • Dipilidíase (Tênia): Causada pela ingestão de pulgas infectadas, os principais sinais são segmentos de tênia nas fezes ou ao redor do ânus do animal, irritação e prurido.

  • Giardíase: Uma infecção protozoária causada por Giardia spp., resultando em diarreia crônica, desidratação e perda de peso. É zoonótica, podendo ser transmitida para humanos.

  • Coccidiose: Causada por protozoários do gênero Isospora, leva a diarreia, desidratação e em casos severos, pode ser fatal, especialmente em filhotes.


Principais doenças gastrointestinais em cães e gatos

As doenças gastrointestinais em cães e gatos podem variar de leves a graves, afetando o estômago e/ou intestinos, dentre as principais temos:


  • Gastrite: Inflamação do estômago que pode ser aguda ou crônica. É comumente causada pela ingestão de alimentos estragados, objetos estranhos, substâncias tóxicas, ou como efeito secundário de certos medicamentos. Os sintomas incluem vômito, letargia e perda de apetite.

  • Enterite: Inflamação do intestino delgado, que pode ser causada por vírus (como parvovírus em cães), bactérias, parasitas, ou intolerâncias alimentares. Os sintomas típicos incluem diarreia, vômito e perda de peso.

  • Colite: Inflamação do cólon ou intestino grosso, frequentemente resultante de infecções, parasitas (como giárdia ou vermes), estresse, ou alergias alimentares. Os sintomas incluem diarreia frequentemente com muco ou sangue, dor abdominal e urgência em defecar.

  • Pancreatite: Inflamação do pâncreas, que pode ser aguda ou crônica, e é muitas vezes associada à ingestão de alimentos gordurosos. Os sintomas incluem vômito, dor abdominal, diarreia e letargia.

  • Doença Inflamatória Intestinal (DII): Um grupo de doenças crônicas que causam inflamação persistente no trato gastrointestinal, levando a sintomas como diarreia crônica, vômito e perda de peso. A causa exata é muitas vezes desconhecida, mas pode estar relacionada a fatores genéticos, imunológicos ou ambientais.

  • Obstrução Gastrointestinal: Causada pela ingestão de objetos estranhos, tumores, estenose (estreitamento do trato gastrointestinal), ou torção intestinal (volvo). Os sintomas incluem vômito, dor abdominal, letargia e ausência de fezes.

  • Gastroenterite Hemorrágica: Uma condição súbita e severa caracterizada por vômito e diarreia sangrenta. A causa exata é desconhecida, mas pode envolver bactérias, toxinas ou vírus. É uma emergência que requer atenção veterinária imediata.

  • Síndrome do Intestino Irritável (SII): Uma condição funcional que afeta o movimento do intestino e pode ser causada por estresse, ansiedade ou dietas inadequadas. Os sintomas incluem diarreia, constipação e dor abdominal.

  • Megacólon: Uma condição em que o cólon se dilata anormalmente e perde a capacidade de mover fezes eficientemente, muitas vezes devido a colite crônica ou obstruções. É mais comum em gatos e pode levar a constipação severa.


Estratégias de prevenção

  • Consultas veterinárias regulares

Acompanhamento regular com um veterinário é fundamental. Durante estas consultas, podem ser realizados exames de fezes para detecção de parasitas e administradas vacinas e medicações vermífugas conforme necessário. Essas medidas são essenciais para manter os pets livres de verminoses e outras doenças.


  • Higiene e limpeza

Manter um ambiente limpo é essencial para prevenir a proliferação de parasitas. Isso inclui a limpeza regular das áreas de vivência do pet, bem como a higiene do animal. É importante recolher e descartar corretamente as fezes dos pets, tanto em casa quanto em passeios.


  • Alimentação saudável e água limpa

Uma alimentação balanceada é crucial para a saúde gastrointestinal dos pets. Alimentos de qualidade e adequados para a espécie e idade contribuem para um sistema digestivo saudável. Além disso, garantir o acesso a água limpa e fresca ajuda a prevenir doenças.


  • Prevenção de parasitas externos

Parasitas externos, como pulgas e carrapatos, podem transmitir verminoses e outras doenças para os pets. Utilizar produtos antiparasitários recomendados pelo veterinário e manter o controle regular desses parasitas são passos importantes na prevenção.


 

Endereço: Avenida Dezesseis de Agosto, Nº 16, São Roque - SP

Horário de funcionamento: Segunda à sexta das 08h às 20h | Aos sábados das 08h às 13h Telefone: (11) 4784-3641 | (11) 97205-9451 | (11) 96862-8725

53 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page